fbpx

Portugal Clean & Safe: O principal case de sucesso no turismo mundial

ARTIGO SEMANA “E AGORA?” MCF Consultoria

Por Leandro Crepaldi

 

Com um propósito claro e definido, tendo como principais bandeiras: O RECEBER BEM E O RESPEITO ÀS DIFERENÇAS, o Turismo de Portugal se tornou um case global dentro do seu segmento. Eleito como o Melhor destino turístico do mundo pelo terceiro ano consecutivo pelo World Travel Awards em 2019, o país se torna agora também referência em suas medidas responsivas ao cenário atual.

Luis Araujo, presidente do Turismo de Portugal e um dos nomes mais importantes na atividade do turismo no mundo, foi o primeiro convidado da MCF Consultoria dentro da semana E AGORA? Tratam-se de 07 noites de inspiração, realizadas entre os dias 25 e 31 de maio, de bate-papo exclusivo com Ferreirinha e gestores globais por meio de LIVES no instagram @carlosferreirinha

Estruturalmente sólido do ponto turístico, com uma coordenação exímia entre o setor público e o setor privado, pautado em uma excelente infraestrutura, equipamentos modernos e eventos de grande relevância internacional, o país avança em seus números, ano após ano, tendo sempre a AUTENTICIDADE como grande pilar de sustentação de todas as experiências promovidas.

Somente em 2019 o país recebeu cerca de 27 milhões de turistas, sendo 2/3 compostos por estrangeiros e 1/3 por turistas nacionais, em um crescimento de cerca de 60% em 04 anos (cerca de 14% do PIB). A estratégia vem ao longo dos anos apostando na diversificação de mercados para atrair um maior número de visitantes. Americanos e chineses têm descoberto mais e mais as maravilhas da terra do Fado e do aclamado pastel de Belém. Além disso os brasileiros hoje já representam quase 1 milhão de turistas no país, alcançando a quinta posição.

Dentre as medidas implementadas, Luis mencionou que o primeiro passo foi instituir uma estratégia de ações de curto prazo, estruturado em três grandes blocos:

• Empresas: dar apoio, transmitir segurança, com detalhado plano desenhado para a reação e a retomada
• Turistas: transparência, fornecer o máximo de informações possíveis, demonstrar cautela com a questão
• Residentes: colocar o segmento ao lado da problemática por meio de ações solidárias, dar apoio às equipes de saúde e demonstração plena de apoio e solidariedade

O dia 01 de junho marca a data de uma abertura mais ampla de todas as atividades no país e o dia 06.06 é o dia oficial da abertura da época balnear. Bares, restaurantes e locais de eventos terão sua capacidade reduzida, mas Portugal estará oficialmente ABERTO para receber de volta seus turistas. Inúmeros fatores externos irão impactar na retomada. A Espanha por exemplo continua com as fronteiras terrestres e aéreas fechadas com o país e a malha área tomará algum tempo para retomar a frequência de voos antes praticada. Para Luis, ao menos uma coisa é clara, o turismo doméstico será o primeiro a reagir. O turista português tende a redescobrir lugares que não visitava há algum tempo, a cuidar mais dos valores de seu país e a recompensar o turismo nacional pela glória obtida no âmbito internacional.

“É preciso ter foco naquilo que é importante, compreender o que é relevante para o outro e saber exatamente onde nós acrescentamos valor”

Para o executivo, o novo “normal” irá trazer uma maior conscientização pelo espaço do outro e pelo cultivo do silêncio, onde a palavra-chave passa a ser RESPONSABILIDADE.

O turismo corporativo sofrerá drásticas mudanças já que deslocamentos para reuniões pontuais serão evitadas, porém viagens de incentivos e premiações passam a ser mais procuradas

As rotas literárias, o eno-turismo e as road-trips, como as proporcionadas pela famosa N2 que corta o país de Norte a Sul, serão favorecidas, sempre em viagens que busquem opções de OUTDOOR.

Uma das grandes ações implementadas foi o selo CLEAN & SAFE, mais uma inovação do país. O objetivo foi sensibilizar empresas a responder à procura de um mínimo de regras de higiene e segurança na região, além de promover uma forma de comunicação ao mercado: NÓS ESTAMOS PRONTOS.

O selo é voluntário, por meio de um registro e reconhecimento de acolhimento das regras estabelecidas. Em uma próxima etapa haverá uma auditoria realizada por time misto entre o TURISMO DE PORTUGAL e o MINISTÉRIO DA SAÚDE. Além disso já se encontra em fase de testes um aplicativo para que o público em geral possa avaliar e até denunciar possíveis estabelecimentos em desacordo com as regras estabelecidas.

Importante perceber como os aprendizados podem ser facilmente traduzidos para outros segmentos e atividades. Destaque para a AUTENTICIDADE, CUSTOMIZAÇÃO e o resgate da ESSÊNCIA, o BEM-RECEBER, o RESPEITO ÀS DIFERENÇAS, a COMUNICAÇÃO ASSERTIVA e o cuidado com o ENTORNO. São sempre inúmeros os aprendizados que podem ser aplicados em todo e qualquer segmento. Cabe o desafio a cada empresa, marca ou indivíduo em fazer as devidas depurações e aplicações.

Contact

Consulting
Camila Carmo
camila.carmo@mcfconsultoria.com.br
+55 11 3088.7258 (Extension: 110)

Training
Leandro Crepaldi
leandro.crepaldi@mcfconsultoria.com.br
+55 11 3088.7258 (Extension: 110)